Conheça a TRICORD em alumínio. Sem plástico, sem problemas!

Quem trabalha com tricô provavelmente já ouviu falar do tricotin, e quem trabalha com tricotin provavelmente já ouviu falar em problemas com maquinas de baixa qualidade.

Também conhecido como rabo-de-gato ou i-cord, a técnica foi melhorando com o passar dos anos, ganhando pontos mais justos, a possibilidade de ser moldado em diferentes formatos utilizado um fio de arame em seu interior, adquiriu complexidade e acabamentos que fizeram com que se tornasse uma forte tendência em décor de festas e quartos infantis, proporcionando um aspecto delicado ao ambiente.

Devido a essa tendência, a procura de peças em tricotin aumentou assim como quem as confecciona. Inicialmente era produzido a partir de um tear improvisado com pregos, agora encontramos pequenas maquinas que buscam agilizar e padronizar o processo. Junto com as maquinas, é claro que vieram, alguns problemas. Quem trabalha com tricotin e optou pelo uso das maquinas sabe como a resistência e o material pode influenciar no trabalho, ninguém gosta de trabalhar com medo de não conseguir terminar o produto porque a manivela, engrenagem ou qualquer parte de plástico que compõe a maquina pode quebrar a qualquer momento.



Isso acaba prejudicando em muito quem trabalha em casa e tem o artesanato como renda principal, o tempo para finalizar cada peça se torna maior, a quantidade de pedidos diminui pela demora, ninguém ganha.

Sempre que pensamos em comprar algum produto aparece uma série de questões, se vale a pena o investimento, qual marca é a melhor, se supre as minhas necessidades. E são questões que precisam ser feitas para não acabar investindo em algo que quebre em pouco tempo de uso, o que acontece muito quando falamos em maquinas de tricotin. A maioria dos modelos encontrados hoje no mercado é feita de plástico, que já não é o material certo para quem quer algo que dure, funcionam com uma manivela e com engrenagens também de plástico, onde apresentam mais problemas.




Pensando nesses problemas muitos optam por investir na Tricord, uma máquina nacional, feita em alumínio e conta com um sistema que elimina a manivela e engrenagens, trazendo mais segurança para quem procura um produto para durar. ( Com essa resenha feita pela Damelia TV, você pode conhecer um pouco mais sobre essa máquina, os detalhes do mecanismo e funcionamento, como aplicar as linhas e começar a fazer os seus trabalhos com a Tricord.)




A máquina também traz muito conforto e agilidade com a forma de fixação na mesa, ou seja, não precisa ficar segurando a Tricord enquanto você faz o tricotin, é só prender na mesa e pronto. Por ser um produto nacional, o contato com o fabricante também fica muito mais fácil com o contato pós venda, além de ter uma garantia após a compra para defeitos de fabricação.





5 visualizações0 comentário